Curitiba

Oficina de Curitiba

Oficina de Curitiba

Regional responsável: Paraná

Trem Turístico: –

Estações:

  • Oficina de Curitiba

Ferrovia: 1kms

Postos de Manutenção: Oficina de Curitiba

 

Atividades

Em Curitiba a ABPF – Regional Paraná mantém uma oficina de manutenção e restauração de material ferroviário. No momento a regional não possui nenhum trem em operação regular, mas já restaurou locomotivas a diesel, carros de passageiro e possui um belo acervo de material rodante, além de um pequeno museu.

3 comments

  • Marcelo alexandre de souza

    Maravilhoso o que a ABPF PR ESTA FAZENDO PELA MENORIA das ferrovias

  • Pingback: Rumo ao Natal: Maria Fumaça de Natal passa por 9 cidades paranaenses

  • Passeio de Maria Fumaça em Antonina é a nova atração turística do nosso litoral

    Uma das mais belas atrações turísticas do nosso Estado acaba de ser inaugurada na cidade histórica de Antonina: o passeio de trem Maria Fumaça no trajeto Antonina-Morretes-Antonina.

    A viagem de ida e volta dura pouco mais de duas horas, percorre matas virgens da Mata Atlântica, passa por banhados, três pontes de ferro e bairros das cidades de Antonina e Morretes.

    Nosso repórter participou da viagem no último domingo e relatou tratar-se de uma das mais belas experiências turísticas do Paraná: “A aventura começa no embarque na belíssima estação de Antonina, totalmente reformada, com ampla sala de exposições, lanchonete e café, entre outros atrativos. A velha locomotiva restaurada pela ABPF resgatou a alegria dos moradores de Antonina e Morretes. Durante o deslocamento da Maria Fumaça os moradores saem às janelas, muitos ficam na beira dos trilhos para saudar os turistas e o velho trem. Automóveis que passam na rodovia tentam acompanhar o trem para filmar e fotografar. Dentro dos vagões as pessoas acompanham a tudo com muito interesse e alegria: os mais velhos recordam o passado e as crianças e jovens ficam maravilhados com tanta beleza e poesia.”

    Durante o trajeto vendem água, refrigerantes, lembranças e camisetas do passeio. Um funcionário vestido com roupas de antigamente conta histórias dos trajetos e resgata o passado de forma alegre e contagiante. Exatamente como no inesquecível passado distante.

    As últimas excursões que transportaram turistas de maneira regular usando a linha aconteceram na década de 1990.

    Esse resgate fundamental para as cidades litorâneas paranaenses foi possível graças à união de esforços da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), Serra Verde Express e prefeituras municipais de Antonina e Morretes.

    Os passeios são realizados aos sábados e domingos, com saídas às 10 horas e 15 horas da Estação de Antonina, e custa R$ 35,00 por pessoa. Maiores informações com a Serra Verde Express.

    Publicado em http://www.jornalaguaverde.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *